Blog

Cirurgia de varizes: Descubra agora como é feito esse procedimento

Cirurgia de varizes: Descubra agora como é feito esse procedimento

5 (100%) 1 vote

Descubra no artigo de hoje o passo-a-passo da cirurgia de varizes tradicional.

A cirurgia de varizes é feita desde muito tempo antes do presente, existem registros até mesmo na antiguidade romana. Porém, a técnica começou a ser aprimorada no início do século passado e de lá até aqui, muitas coisas mudaram. No artigo de hoje, o tema é a cirurgia tradicional, chamada de safenectomia. Portanto, as etapas descritas e seus respectivos processos não valem para as cirurgias a laser e escleroterapia.

Pré-operatório

Exames pré-operatórios serão solicitados para você se houver a indicação de uma cirurgia de varizes feita por seu angiologista ou por seu cirurgião vascular, principalmente levando em consideração sua condição de saúde e também sua faixa etária. Se for o caso de precisar de uma cirurgia de varizes, em alguns casos, pode ser também necessária uma avaliação feita por um cardiologista, para compreender o risco cirúrgico e não há porque se preocupar. Essa avaliação somente precisa ser realizada se o paciente possui alguma condição de saúde mais séria. Se o paciente estiver com tudo ok, o médico então procede com o agendamento da cirurgia. Essa cirurgia de varizes deve ser feita em um hospital ou uma clínica com uma boa estrutura, suficiente para auxiliar propriamente o paciente caso alguma complicação aconteça.

Na grande parte dos casos, o paciente é internado apenas no dia em que ocorrerá a cirurgia, porém, o tempo de internação pode variar dependo da anestesia que será necessária e do tamanho da cirurgia. Às vezes, a alta ocorre no mesmo dia em que a cirurgia de varizes é realizada, porém existem casos em que são precisos mais dias internado, para assim, evitar qualquer complicação.

Antes do início da cirurgia, o médico irá marcar as varizes com uma caneta hidrográfica, porém, com o paciente de pé. Isso é feito porque assim as varizes ficam mais aparentes, facilitando o trabalho do médico. Assim como também diminui qualquer chance de não marcar algum ponto. Existem médicos que utilizam aparelhos de iluminação e até mesmo ultrassom, para assim, poderem marcar com precisão tudo que necessitam antes da cirurgia de varizes. Isso aumenta muito mais a chance de sucesso do procedimento.

Anestesia

No caso de cirurgias em que apenas algumas veias colaterais são removidas mas não as safenas, a anestesia pode ser apenas local. Nesse procedimento, o médico aplica uma injeção do anestésico apenas no local onde será feito cada corte para retirar a veia. Quando o caso é diferente, ou seja, várias veias precisam ser retiradas ou quando a retirada da safena precisa ser feita, a anestesia deve ser a raquidiana – a feita nas costas – ou uma anestesia geral. Após a anestesia ser aplicada, o médico irá fazer a antissepsia e estará pronto para começar a cirurgia de varizes.

Passo-a-passo

Como dito anteriormente, se a safena não estiver com problemas, a cirurgia de varizes irá consistir de pequenas incisões, de mais ou menos 5 mm, que serão feitas próximas as marcações das varizes. São por essas mesmas incisões que o médico irá puxar a veia doente, com um instrumento que se assemelha a uma agulha de crochê.

Após localizar a veia e segurá-la, o médico irá puxá-la de forma sutil com uma pinça, retirando assim toda a veia sem que ela quebre. O procedimento se repete, uma veia por vez, até que todas as veias sejam retiradas. Em grande parte dos casos, a cirurgia de varizes é finalizada assim que todas as veias são retiradas. Nos casos onde é preciso que ocorra a extração da veia, é feito uma delicada incisão na virilha, onde a veia é encontrada pelo cirurgião através da dissecção da gordura que se localiza abaixo da camada da pele.

É nesse momento que o médico precisa fazer a separação da veia safena da veia femoral, desconectando os sistemas venosos profundos e os superficiais. Esse passo é delicado, requer atenção e concentração médica, pois precisará que o cirurgião amarre com cuidado o pedacinho remanescente da veia safena para que não hajam complicações e sangramento.

A próxima etapa da cirurgia de varizes é focada em localizar a veia safena na área que está próxima do pé, a veia safena passa logo a frente do maléolo, um pequeno ossinho localizado no tornozelo. Assim que localizada, o cirurgião fará um pequeno corte local, uma entrada para que através de uma pequena abertura na veia, possa ser introduzido o fleboextrator, um grosso e comprido fio que pode ser feito de plástico ou de metal.

Assim que sua passagem é feita, o fleboextrator é preso firmemente a veia, permitindo que a veia safena seja inteiramente retirada de dentro da perna. Após a sua retirada, é feito então a compressão por alguns minutos na região onde a veia se localizava, para evitar o acúmulo de sangue. A retirada da veia safena é a última parte antes do fechamento da pele e o curativo compressivo, esse fechamento é feito com pontos na camada de gordura e na camada de pele.

Curativo

Após a cirurgia de varizes, pequenos pedaços de fita adesiva fecham os orifícios pelos quais as veias laterais foram retiradas. Também é feito um enfaixamento nas pernas, para que assim, se evite sangramento pelos orifícios e o acúmulo de sangue por baixo da pele, evitando assim, hematomas. Esse curativo geralmente é retirado no dia seguinte, porém, é necessário que seja mantido em perfeito estado durante o dia em que a cirurgia de varizes for feita.

Pós operatório

O paciente recebe durante os dias após a cirurgia de varizes, medicamentos para aliviar a dor e às vezes anti-inflamatórios. Além da recomendação de manter o repouso com as pernas para cima e a utilização de meias elásticas de compressão, para começar a seguir com a caminhada gradualmente, de acordo com as orientações médicas.

Existem médicos que utilizam outros tipos cirurgia de varizes, como a cirurgia a laser e radiofrequência por exemplo. Por isso, é essencial que você converse com o seu médico sobre os detalhes da cirurgia e tire todas as suas dúvidas. Assim como é importante que o paciente siga as recomendações do seu cirurgião, porque cada caso é um caso e para cada caso existe um tipo de cirurgia de varizes mais recomendado.

Postado em: Informativo

Deixe um Comentário (0) →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

AGENDE SUA CONSULTA