Blog

Descubra o que são varizes recidivadas?

Descubra o que são varizes recidivadas?

Varizes recidivadas nada mais são do que aquelas varizes que reaparecem mesmo depois da realização de um tratamento adequado.

O nome vem do verbo recidivar, sinônimo de reaparecer, reincidir. Recidiva, assim, tem o mesmo significado que recaída, recorrência.

Também é comum a denominação varizes residuais, indicando aquelas que permanecem após o tratamento realizado, mesmo quando bem-feito, seja por falha técnica ou outra causa qualquer.

Como é o diagnóstico de varizes recidivadas

Varizes recidivadas de membros inferiores (abreviatura: MMII) ocorrem em cerca de 25% de todos os pacientes submetidos a operação de varizes. Dentre estes recidivados, por sua vez, mais da metade precisará se submeter a novo procedimento cirúrgico, o que mostra bem a dimensão e a importância do problema.

O diagnóstico correto deve começar por uma entrevista adequada com o paciente, que deve relatar ao médico sua história clínica com detalhes, expondo com clareza todas as informações que possam contribuir para o diagnóstico.

Não é incomum que esses pacientes precisem passar por três, quatro ou até mais cirurgias em busca da correção definitiva do problema. Daí a importância de dados clínicos precisos como profissão, atividades diárias, e principalmente histórico familiar de casos de varizes recidivadas.

Exames

Além do exame clínico, o diagnóstico será completado com o uso de recursos como fleboscópio (utilizado de preferência no final da tarde, quando as pernas estão mais inchadas), realidade aumentada e mapeamento dúplex. Também utilizam-se a pletismografia a ar e, em casos especiais, as angiotomografias.

Quais são as causas de varizes recidivadas

Entre as principais causas, podem-se citar:

  • diagnóstico incompleto, falta de exame clínico detalhado;
  • falha na cirurgia convencional;
  • falha técnica no procedimento de termoablação;
  • fenômeno da neovascularização;
  • varizes residuais – as remanescentes após a cirurgia.

Outras causas incluem:

  • varizes não detectadas ao exame;
  • varizes contraídas ou não dilatadas;
  • varizes muito superficiais, imperceptíveis ao exame inicial;
  • varizes de longa duração, já com edema e/ou inflamação local;
  • obesidade muito acentuada.

Como é o tratamento

É preciso relembrar que varizes acima de tudo são uma doença crônico-degenerativa, de caráter hereditário, cada vez mais frequente no mundo moderno, de marcada vida sedentária e estresse. Sendo assim, alguns procedimentos podem ajudar muito:

  • alimentação equilibrada;
  • manutenção de um peso corporal adequado;
  • prática de atividade física;
  • não fumar;
  • evitar permanecer muito tempo sentado ou sem movimentar-se.

Além desses cuidados, a pessoa com varizes deve aconselhar-se com o médico sobre o uso de meias de compressão elástica e também sobre o uso de medicamentos apropriados, denominados venotônicos, que auxiliam na melhora da circulação sanguínea.

Outros métodos

O tratamento clínico, quando bem realizado, costuma resolver a maioria dos casos de varizes recidivadas.

Entretanto, em casos específicos os pacientes poderão se submeter a outros procedimentos, como a escleroterapia convencional, um método barato e acessível, feito em ambiente ambulatorial, portanto sem requerer hospitalização, e que pode ser realizado quantas vezes forem necessárias.

Há ainda a escleroterapia com espuma, técnica também já amplamente utilizada em varizes recidivadas ou residuais.

Mais modernos, os métodos de crioscleroterapia já estão disponíveis em algumas clínicas, sendo reconhecidamente eficazes no tratamento dos chamados “vasinhos”.

Procure o médico!

O médico indicado para o tratamento das varizes é o angiologista/cirurgião vascular, que é especializado no tratamento das doenças que acometem os sistemas arterial, venoso e linfático.

Varizes são um problema cada vez mais comum, mas hoje têm tratamentos extremamente bem eficazes. São uma questão estética importante, que deve ser valorizada sempre.

Procure um bom especialista se você tem varizes ou vasinhos, também chamados microvarizes ou telangiectasias.

Ainda tem dúvidas? Deixe um comentário!

Postado em: Notícias

Deixe um Comentário (0) →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

AGENDE SUA CONSULTA