Blog

Mapeamento ultrassonográfico (Doppler) da Veia Safena

Mapeamento ultrassonográfico (Doppler) da Veia Safena

Mapeamento ultrassonográfico (Doppler) das Veia Safena: Se você está lendo este artigo, certamente já buscou o termo “varizes” e percebeu que esse assunto pode ser bastante complexo.

Veias dilatadas e tortuosas, causando sintomas como dor, inchaço, queimação e inquietude nas pernas. Após um Doppler das veias, a constatação: sua Safena está com refluxo! E aí?

Para quem não está familiarizado, o mapeamento ultrassonográfico (Doppler) da Veia Safena e do sistema venoso é indicado para quem tem queixa de varizes.

Por mais que tentem explicar, refluxo, válvulas doentes, o sangue não consegue voltar (você pensa: estou perdida/perdido!)… Você simplesmente não consegue entender!

Leia o artigo abaixo para entender melhor Varizes: novos insights para um velho problema! Parte 2- Causas

Consequentemente, instala-se o caos na sua mente e você está prestes a entrar em pânico! Afinal, essa Veia Safena não implica em problema no coração???

trombose-e-covid

Veia Safena, por que ela é tão especial?

  1. São as principais vias de drenagem de todo o compartimento cutâneo em nossas pernas.
  2. As veias safenas funcionam como rios, cujos afluentes são ramos, que têm outros ramos, até chegar aos raminhos microscópicos.
  3. Por último, assim como uma árvore, recebem sangue desde as veiazinhas microscópicas até os ramos maiores.

Tente entender olhando esta figura e, se houver interesse, abra o artigo original.

 

Veia Safena – o que significa o refluxo nela?

Primeiramente, fluxo nas veias deve correr em direção ao coração. Sempre que ocorrer fluxo em direção contrária, teremos um tipo de refluxo.

Imagine vários carros indo em direção ao estádio de futebol, numa final do campeonato. Esse estádio fica no alto de um monte muito elevado.

Alguns vêm da periferia e ganham a via principal, mas, evidentemente, todos seguem, subindo,  na mesma direção. Agora, imaginem um carro que desce na contramão (ele perdeu o freio), nessa hora…

Obviamente, esse veículo terá de achar um atalho e retornar à pista principal, na direção certa, mas, antes disso, causará um congestionamento no trânsito.

Agora, multiplique esse problema e você verá porque as veias começam a se dilatar e tudo isso vira uma dor de cabeça e uma dor nas suas pernas!

Assim, as veias safenas são as avenidas, antes do tráfego chegar nas veias profundas, as rodovias principais. Quando há refluxo nelas, muitas vezes, são condenadas a saírem de cena.

Entretanto, a defesa da preservação das veias safenas, mesmo em face de refluxo em algum de seus segmentos, tem ganhado força nos últimos anos.

Veias Safenas, posso viver sem elas?

Evidentemente, a resposta é sim, você pode viver sem elas, mas, viver com as suas safenas, seria bem melhor!

Porém, da mesma forma que em outros especialidades cirúrgicas, pode haver controvérsias quanto ao tipo de tratamento indicado quando há refluxo em uma Veia Safena.

Há duas estratégias principais de preservação das veias safenas: O método ASVAL, descrito pelo Dr Pittaluga (confira o artigo na integra) e o método CHIVA, descrito pelo Dr Franceschi (artigo completo sobre o método)

O método mais consagrado para a exclusão das veias safenas, em vigência de refluxo, é a Termoablação (Laser ou Radiofrequencia). Também a ablação química com espuma tem sido bastante utilizada.

Veias Safenas, por que preservá-las?

Conforme já dissemos, a abordagem das veias safenas em face do refluxo em algum segmento, pode variar de acordo com o critério adotado pelo especialista.

Minha estratégia é preservar as veias safenas sempre que possível e somente cogitar extirpá-las quando o quadro é grave o suficiente e não há qualquer alternativa.

Para saber meus critérios de preservação das veias safenas, leia o meu artigo REFLUXO NA VEIA SAFENA, SIGNIFICADO E ABORDAGEM

Hoje, eu deixarei 4 razões pelas quais nos podemos e devemos preservar as veias safenas:

  1. Da mesma forma que preservamos o meio ambiente, visando restaurá-lo da poluição e da degradação, devemos tentar restaurar as funções das veias safenas;
  2. Quando há obstrução nas artérias do coração, as coronárias, a safena pode ser usada para uma ponte alternativa (“ponte safena”);
  3. Quando há obstrução nas veias profundas, a trombose venosa profunda, a safena pode ser usada como via alternativa;
  4. Há alguns indícios de que, no longo prazo, a recidiva (nova manifestação de varizes após tratamento) pode ser menor nos pacientes nos quais as safenas foram preservadas.

trombose-e-covid

Veia Safena – Conclusão

Por fim, para tentar explicar melhor a complexidade da circulação das veias e a beleza e a singularidade das veias safena, fizemos um vídeo em nosso canal, no Youtube.

Confira o vídeo na integra em nosso canal. Ah, não esqueça de se inscrever no canal e se quiser deixar suas dúvidas e seus comentários.

Um abraço e até o próximo contato em nossas mídias!

Postado em: Informativo, Sem categoria

Deixe um Comentário (0) →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

AGENDE SUA CONSULTA