Blog

O que estou fazendo no meu isolamento

O que estou fazendo no meu isolamento

Oi, pessoal! A pandemia do novo Corona Vírus, causador da COVID-19 ataca mais uma vez! Mas, calma… é só um jeito de falar…

Obviamente, o que eu quero dizer, é que nossos temas estão mudando, em linha com o que ocorre no Brasil e no mundo, não há como ser diferente!

É certo que todos estamos sendo afetados, e muito, pela pandemia, mas nossa ênfase constante resume-se a: FAZER O MELHOR DENTRO DAS CIRCUNSTÂNCIAS!

Não é de se estranhar quando alguém nos diz: Estou desanimada(o), estou triste, estou pessimista…😞

Entretanto, devemos nos lembrar que nossas emoções nem sempre correspondem à realidade.

Tanto podemos estar pessimistas no dia bom, quanto podemos cultivar o otimismo em vigência do dia mau.

Dessa forma, eu resolvi escrever o que estou fazendo (DE BOM!!!) no meu isolamento durante a pandemia.

Certamente, isso ajudará você, HOJE, a retomar o ânimo e, claro, sua saúde e sua imunidade subirão, venha comigo!

O que estou fazendo no meu isolamento?

Inicialmente, trata-se de uma pergunta, a meu ver, retórica, pois eu não estou em isolamento! Não, exatamente.

Sim, sim, eu sigo as leis, estou em casa e não, trabalhando de rotina, mas, somente atendendo demandas mais necessárias.

Normalmente, são pacientes que precisam de orientações, família, amigos, amigos dos amigos… Se necessário, o consultório será aberto para atendimentos prioritários.

Contudo, na maior parte do tempo, estou em casa, como a maioria das pessoas. Isso é uma mudança súbita e gigante no meu status quo!

Via de regra, quando isso acontece, ficamos desorientados e uma das partes mais sensíveis é a mente. É lá que tudo acontece!

Mas, se a nossa mente começa a dar sinais de pane, podemos, por outro lado, traçar estratégias para retomar o controle e mais, subir a um patamar mais alto do que antes da crise.

Nessa visão,  vamos analisar de forma rápida um cenário comum de certa depressão associada à crise.

Quadro depressivo no período do isolamento

Logo após ter sido decretado o estado de pandemia pela OMS, seguiu-se uma avalanche de más notícias, incontrolável como costuma ser.

Sem dúvida alguma, se alguém disser que não se sentiu afetada(o), essa pessoa deve ter sérios problemas, alienação, por exemplo.

Essa “leve depressão” manifestou-se como: pensamentos negativos, expectativa pessimista, ansiedade, insônia e  apetite irregular (muito ou pouco).

Além disso, a falta de controle da vontade era uma das características mais desagradáveis e preocupantes!

Por exemplo, ficar assistindo as notícias nos canais, zapeando, sistematicamente, de um para o outro, vendo as mesmas notícias, repetitivamente, sem conseguir parar!

Pior de tudo, uma inércia acachapante, absurda, incapacidade para levantar e fazer algo produtivo…

Entretanto, à medida em que os dias foram se passando, uma nova rotina passou a acontecer e a falta de atitude foi substituída pela retomada.

Sendo assim, você, que está nessa fase, agora, pode ter esperança de que há uma luz no fim desse túnel!

Ação ! (Como aproveitar o meu isolamento)

Mesmo antes da pandemia, havia inúmeras oportunidades de aprendizado, crescimento pessoal e profissional no mundo digital.

Recentemente, houve uma explosão desses produtos e serviços e, pasmem, tudo DE GRAÇA!!!

Confira essa série de entrevistas com importantes líderes no Brasil, com sugestões, conselhos e diretrizes para o tempo da crise

https://www.beacademy.com.br/resilientes-summit/

Parece que, à onda destruidora do vírus, seguiu-se uma tsunami de ofertas extraordinárias, de modo que, quem quiser será GRANDEMENTE AGRACIADA(O)!

Sendo assim, a minha retomada começou observando isso: onde há uma crise, há também uma provisão!

De repente, havia tempo para ler  (ou reler) aqueles tão sonhados livros e conteúdo inimaginável estava ali, saltando das telas, aos borbotões!

Obviamente, junto com a animação mental, eu descobri que podia me exercitar dentro de casa, de forma simples, porém eficaz e diária.

Acompanhe o setor de academias, que tem liberado conteúdo grátis: 💪https://oglobo.globo.com/sociedade/coronavirus-servico/coronavirus-fechadas-academias-liberam-exercicios-on-line-para-todos-24316221

Como se não bastasse, passei a dedicar uma atenção inédita à alimentação, uma vez que o tempo sobrou!

Acima de tudo, os relacionamentos, mesmo à distância, tornaram-se mais significativos, menos casuais, mais afetuosos. GRATIDÃO PELA INTERNET!!!

Tudo junto, renovação do conteúdo mental com bom material didático, movimentação física e suplementação nutricional turbinada e afetividade em alta… WOW! FELICIDADE!

O que NÃO fazer durante o isolamento

Em primeiro lugar, eu NÃO estou fazendo as mesmas coisas que fazia antes! Parece simples, mas há um modus operandi em nosso cérebro nos forçando à repetição!

Sentimos isso, particularmente, em relação aos hábitos negativos. Ativismo, tarefas que consomem o tempo de forma insaciável, cansaço crônico…

Seria esse o jeito certo de viver? Sim ou não, seguíamos em frente como autômatos, sem forças para nadar contra a corrente.

Então, as preocupações insistem em voltar e a sensação de que, se não estou cumprindo a agenda do passado, estou perdendo tempo e fazendo (ou deixando de fazer) algo errado.

Resumindo, eu estou aproveitando a GRANDE PARADA para mudar de faixa e assumir um novo normal, eu não sou mais a mesma pessoa.

Dicas práticas para o meu (e talvez, o seu) isolamento

Bem, eu falei de 4 aspectos principais que passaram a beneficiar minha nova rotina no isolamento: metanoia (mudança de mente/atitude), exercícios🏃🏻‍♀️ alimentação e afeto❤️.

Sendo assim, quero dar algumas dicas práticas nas 4 áreas essenciais, para que você possa dar o primeiro passo.

  1. Metanoia: sugiro não gastar tempo com filmes (isso você fazia antes) e sim, com livros e conteúdo educativo (grátis), o que irá prepará-la (o) para o “pós-crise”.
  2. Exercícios: enquanto escuta ou assiste seu conteúdo nas telas, ande ou corra em espaços reduzidos, vá e volte ou corra no mesmo lugar.
  3. Alimentação: GRÃO-DE-BICO, alimento chave, no meu isolamento! Nutritivo, confere saciedade, é rico em triptofano o que aumenta a serotonina: bom humor e relaxamento! Além disso, tem o zinco, que melhora a imunidade e defende você contra o Coronavírus.
  4. Afeto: as pessoas, não, as coisas, dão significado à nossa existência. Cuide de si e dos seus (família/funcionários/amigos/semelhantes em geral)!

Lembrando que, nossas finanças estão sendo fortemente abaladas durante a pandemia, veja como você pode organizar melhor o seu orçamento (sem gastar!):

https://www5.fgv.br/fgvonline/Cursos/Gratuitos/?goback=%2Egde_1876153_member_208379733

Conclusão

Finalmente, desejo que esse artigo tenha lhe dado, ao menos, uma gotinha de “plutônio” aquele combustível capaz de levar de volta para o futuro, pois o passado, não existe mais…

Mesmo que estejamos, por um tempo, dando ênfase aos assuntos gerais  de saúde, devido ao Corona Vírus, não se esqueça da sua saúde vascular!

Que outra doença pode ocasionar falta de ar? Veja: Doença respiratória e Trombose venosa

Em caso de dúvidas, envie-nos um email ([email protected]) ou uma mensagem de WhatsApp (31-9-92845963).

Se você gostou desse artigo, por favor compartilhe e curta nas redes sociais!

Grande abraço!

Leia também:

Visite também o site: claudiasathler.com.br

Quer saber mais sobre doença circulatórios? Então siga-nos nas redes sociais — Twitter, Instagram e Facebook — e fique por dentro de todas as novidades!

Postado em: Informativo

Deixe um Comentário (0) →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

AGENDE SUA CONSULTA