Blog

Minhas mãos suam DEMAIS!!! O que fazer???

Minhas mãos suam DEMAIS!!! O que fazer???

Rate this post

HIPERIDROSE, um problema de muitos!

Introdução

Ainda me lembro daquele dia em que mamãe veio passar um creme especial em minhas mãos e eu sai correndo para lavá-las!

Ela exclamou: nãããããoooooooooooooooo! Eu era apenas uma criança… E ela, ainda não havia se dado conta da…

…hiperidrose palmar. Anos se passaram, muitos lencinhos de pano no canto do piano para enxugar as mãos…

…muitos cadernos com folhas onduladas como se tivessem passado pela enchente… para falar o mínimo.

Entretanto, cada qual tem seu problema… uns usam óculos bem cedo, outros, sapatinhos ortopédicos, e eu, me perguntava: Porque será que minhas mãos suam demais???

Devido à divulgação escassa do tema, mesmo durante a faculdade de medicina, o assunto não foi bem esclarecido para mim. Foi somente no decorrer da residência de cirugia vascular periférica, o meu encontro com a identidade do meu problema:

HIPERIDROSE PALMAR E PLANTAR.

Poucos saberiam dizer que isso significa. Para mim, foi bom saber a explicação científica, embora não tenha resolvido muita coisa, mas pelo menos o nome parecia “cult”.

Hiperidrose, o que é?

A Hiperidrose está relacionada ao suor. Temos necessidade de transpirar quando nossa temperatura corporal se eleva. Isso chama-se termorregulação.

Assim, quando esse fenômeno de suar é exagerado, temos a hiperidrose, que pode ocorrer nas axilas, mãos, pés e outros locais.

De um ponto de vista etiológico, ou seja, a causa do problema, trata-se de um distúrbio relacionado à hipersecreção das glândulas écrinas, muito concentradas nas axilas, palmas das mãos e plantas dos pés.

Doença grave? Não. Mas quem tem, sabe que pode incomodar muito! Pode ser considerada desde má higiene, quando a roupa transparece o suor, até descontrole emocional.

Enquanto isso, o portador, sabendo que tem o problema, pode tornar-se ansioso em circunstâncias nas quais o problema trará constrangimentos, com piora do quadro.

Pense num palestrante, ao final de uma apresentação, sabendo que os ouvintes virão cumprimentá-lo pela “brilhante exposição”. Se suas mãos já estivessem suadas, nessa situação, ficariam ainda mais!

Considerando o ponto de vista médico, a Hiperidrose pode ser primária ou secundária. A secundária pode vir associada a outras quadros como menopausa, obesidade ou uso de alguns medicamentos.

Porém, é a Hiperidrose primária, aquela que mais nos interessa, pois já nascemos com ela e assim seguimos pela vida. A não ser que busquemos ajuda médica.

 

Hiperidrose, qual médico cuida desse problema?

Em primeiro lugar, os que estão estranhando eu abordar esse assunto, saibam que o especialista em cirurgia vascular tem tradição no tratamento tanto clínico como cirúrgico dessa doença que pode afetar ate 1 % da população mundial.

Além disso, antigamente, as simpatectomias eram procedimentos bastante invasivos, com grandes incisões e não poucas complicações. Atualmente, a possibilidade de intervenção vídeo-assistida mudou para melhor essa realidade.

Entretanto, ainda há preocupações quanto às complicações do tratamento que secciona a invervação das glândulas responsáveis pelo suor.

Dessa forma, devido ao temor das complicações, muitos dão preferência aos tratamentos minimamente invasivos, como a injeção da toxina botulínica.

Afinal, esse texto aponta uma boa notícia para o leitor: há diversos tratamentos efetivos para a Hiperidrose. Atualmente, os tratamentos são muito menos invasivos do que foram no passado!

Se quiser saber mais sobre o especialista na cirurgia vascular, confira no link abaixo:

Qual a diferença entre o angiologista e cirurgião vascular?

Se quiser informações científicas, confira nos links abaixo:

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29641679

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29049566

Sobre os tipos de tratamento, abordaremos em outro post, fique ligado!

Se você gostou desse texto, pontue as estrelinhas, curta e compartilhe. Se você tem dúvidas sobre o assunto, envie-nos uma mensagem pelo email e tentaremos abordar no próximo post.

 

Postado em: Sem categoria

Deixe um Comentário (0) →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

AGENDE SUA CONSULTA