Blog

Tratamento para varizes: conheça os 5 tipos

Tratamento para varizes: conheça os 5 tipos

Estamos quase no inverno mas, quando chegar o verão, com ele chegarão também as saias, shorts e vestidos. No entanto, muitas mulheres se sentem constrangidas na hora de colocar as pernas de fora por causa de imperfeições na pele. Uma das maiores reclamações está relacionada às varizes.

Sejam pequenos vasinhos ou veias mais visíveis, as varizes incomodam bastante. Se não tratadas, as veias podem dilatar e trazer complicações graves.

Por isso, o tratamento para varizes deve ser acompanhado por um angiologista, especialista que cuida de doenças vasculares. Apenas um profissional qualificado poderá definir qual o melhor caminho a seguir para se livrar das veias aparentes.

Quer saber quais os tratamentos para as varizes mais comuns? Descubra agora como ter pernas ainda mais bonitas!

Cirurgia convencional

O tratamento mais clássico é a remoção cirúrgica das veias comprometidas. O método é realizado em um hospital para que o cirurgião possa retirar as veias afetadas. A recuperação dura em média 15 dias em repouso e deve-se evitar exposição ao sol.

Nestes casos, os médicos também recomendam o uso de meias de compressão.

Cirurgia a laser

Indicada principalmente para o tratamento da veia safena, esse método utiliza o laser para destruir a veia doente sem a necessidade de arrancamento do vaso, o qual perde sua função. O próprio organismo se encarrega de desviar a circulação para outras veias competentes.

A cirurgia a laser é mais rápida e o tempo de recuperação é mais curto, se comparada à cirurgia convencional. A dor da recuperação é menor e a eficácia é grande.

Radiofrequência

A radiofrequência também é um método indicado para as veias safenas e veias perfurantes. De forma bem semelhante ao Laser, um cateter é inserido dentro do vaso afetado para queimá-lo.  O procedimento é rápido e a recuperação, também. Tanto a radiofrequência quanto o laser têm eficácia comparáveis.

Escleroterapia com espuma

Indicada para tratar varizes e microvarizes, a escleroterapia com espuma usa uma mistura de um líquido químico (polidocanol) e um gás (pode ser o ar atmosférico ou outros). A espuma formada age na veia causando uma inflamação que leva ao fechamento da área. Sem a circulação adequada, o vaso murcha, perde a coloração arroxeada e não pode mais ser visto a olho nu.

É possível ter o efeito desejado com uma ou várias sessões, de acordo com cada caso.  O tratamento pode ser feito dentro do consultório médico e geralmente é rápido.

Escleroterapia com glicose

Também pode ser realizado no consultório médico e normalmente é indicado para vasos pequenos. A glicose é inserida no local afetado e inflama as paredes do vasinho, interrompendo a circulação local. Um anestésico tópico pode ser usado, já que as picadas de agulha e a administração da substância geram um pouco de desconforto.

O número de sessões pode variar de acordo com a quantidade de veias e é preciso dar um intervalo entre as sessões.

Causas da necessidade de tratamento para varizes

O que faz as varizes aparecerem são vários fatores: genética, sedentarismo, sobrepeso, etc. Por isso é tão importante consultar um especialista.

Além dos tratamentos que apresentamos, é possível lançar mão de outras medidas como as meias elásticas, que são boas aliadas para ajudar a diminuir o inchaço e a dor.

Quer saber mais sobre os tratamentos para varizes mais adequados? Assine nossa newsletter e fique sempre bem informada!

Postado em: Notícias

Deixe um Comentário (0) →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

AGENDE SUA CONSULTA