Blog

Varizes na gravidez: tudo o que você precisa saber

Varizes na gravidez: tudo o que você precisa saber

A gravidez é um momento que inspira o máximo de cuidados com a saúde para garantir a segurança da mãe e do bebê. As varizes na gravidez também merecem atenção para assegurar o máximo de conforto para a gestante e para que não causem problemas graves. A seguir, você vai saber tudo que precisa sobre o assunto. Acompanhe!

Por que surgem as varizes na gravidez?

As varizes na gravidez surgem porque, nesse momento da vida, o corpo da mulher passa por uma série de transformações que impactam a circulação da área das pernas. As mudanças hormonais encabeçam a lista de motivos que fazem com que as varizes apareçam. Como acontece uma dilatação anormal das paredes das veias, elas ficam mais evidentes, tortuosas e dilatadas.

A maior quantidade de sangue circulando no organismo é outro fator, responsável por aumentar a pressão exercida internamente nos vasos.

Após o primeiro trimestre, a expansão uterina leva à compressão da veia cava. Como é por ela que acontece o retorno do sangue para o coração, a circulação fica prejudicada e dá origem à condição de varizes.

O ganho de peso, a dilatação das veias das pernas em geral e a hereditariedade completam a lista de principais motivos que tornam as grávidas mais sujeitas a lidar com esse quadro.

Como prevenir o surgimento das varizes?

Felizmente, há formas de prevenir o surgimento ou minimizar o quadro das varizes nesse momento tão importante. A prática de exercícios, desde que autorizada e orientada pelo médico, é uma forma de estimular a circulação e também de evitar o ganho de peso excessivo, o que contribui para o aparecimento das varizes.

Além disso, também é importante estimular a circulação e o retorno do sangue que chegou às pernas. Para isso, você deve usar meias ou manter-se em repouso com as pernas para cima tanto quanto possível. Qualquer uma dessas duas atitudes ajuda o sangue a seguir seu caminho natural mais facilmente e reduz a chance de surgimento de varizes.

Evitar roupas muito apertadas na região das pernas ou que prejudiquem a circulação, controlar a dieta e fazer drenagem linfática também são recomendações úteis para combater esse problema durante a gravidez.

Quais são os tratamentos recomendados?

Caso você já tenha varizes antes da gravidez ou caso seu agravamento tenha sido inevitável, durante a gravidez não é recomendável tratá-las, a não ser que ofereçam risco real à saúde da mãe. Além disso, haveria ainda riscos para a saúde do bebê. No geral, valem os mesmos cuidados de prevenção: fazer acompanhamento com um especialista em angiologia, usar meias elásticas e repousar com os pés para cima. Após o nascimento, usualmente ocorre uma melhora do quadro de varizes.

Três a seis meses após o parto, é hora de voltar ao especialista em angiologia para avaliar a circulação venosa e, de acordo com o seu caso, seguir o tratamento mais adequado, sejam os cuidados clínicos ou os tratamentos minimamente invasivos (LASER/RADIOFREQUENCIA/ESCLEROTERAPIA), associados ou não, à cirurgia.

As varizes na gravidez são um problema comum, mas que merecem atenção por parte da gestante e do médico. Causado por diversos fatores relacionados às transformações corporais, o quadro pode ser prevenido ou minimizado com exercícios e estímulos à circulação. Caso seja inevitável, é possível realizar tratamentos após o nascimento do bebê se assim for necessário.

Sobrou alguma dúvida sobre esse assunto? Use o espaço de comentários para participar!

Postado em: Notícias

Deixe um Comentário (0) →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

AGENDE SUA CONSULTA